Meu Old Dragon Day 2012

Este slideshow necessita de JavaScript.

Esse relato tá meio atrasado, mas quero deixar registrado esse dia que vai ficar na minha memória como um dos dias mais divertidos desde que cheguei ao Rio de Janeiro!

Pensei sinceramente que passaria mais esse ano em branco; Ano passado houve um corte da minha folga na última hora, e foi só um dia de evento… mas esse ano os planetas se alinharam e pude comemorar o aniversário do meu RPG predileto, o RPG que eu mais jogo no momento: Old Dragon!

Combinamos tudo via Facebook, e me taquei pra Cabo Frio. Depois de uma pequena quest pelos suprimentos, nos dirigimos à um local conhecido como Praça da Passagem, que eu achei perfeito para a prática do nosso hobby: Uma praça coberta, com mesas e bancos, e pouca gente pra ser incomodado (DESERTA seria a palavra mais adequada!).

Logo ao chegar, antes mesmo de desempacotar as coisas, tratamos de comer! Era um banquete digno de Vikings, carne pra todo lado. Depois, um brinde de hidromel! O Igor Moreno (autor do Space Dragon e mestre da outra mesa no local) trouxe sua bebida caseira num CHIFRE, e cada um à sua vez, bebeu e agradeceu à Thor pela oportunidade de rolar alguns dados!

A Aventura

ATENÇÃO! SPOILERS À FRENTE! SE VOCÊ NÃO JOGOU E PRETENDE JOGAR “O TEMPLO DOS DESMORTOS”, PARE DE LER AGORA!

O Templo dos Desmortos é uma aventura para 4-6 personagens de nível três, mas a minha mesa começou desfalcada: Somente três aventureiros apresentaram-se. O quarto tinha ido deixar uma moça em casa, então bolei um “tampão” para a história! Usamos os personagens disponíveis no site da Redbox.

Na mesa, tivemos Thiago Souza representando o elfo arqueiro Veltan, Jefferson Neves (um dos autores do Belregard RPG e do Reduto do Bucaneiro) como o Homem de Armas Humano Evendur, e Élbio Meireles com a Clériga Humana Eledriel (que virou Clérigo Elias); Eles estavam na missão proposta pela aventura, de salvar o santuário do ataque dos mortos-vivos, mas tinham um motivo à mais: Seu companheiro, o anão Homem de Armas Dorgauth (interpretado pelo Raphael Martins) havia ido na frente e virado pato sacrifical, mas o grupo esperava recuperá-lo com vida.

Pulei o combate do lado de fora e fui direto pra ação dentro do prédio; Quando os jogadores chutaram a porta, coloquei os primeiros zumbis saindo de trás dos bancos e o pau comeu!

Sem muita dificuldade (mas com o primeiro erro crítico do Jefferson naquela tarde – sim, foram muitos!), o grupo deu cabo dos zumbis. E encontraram também o anão, preso à fortes teias mo teto (não me pergunte de onde eu tirei as teias, os jogadores também não perguntaram!): Raphael havia chegado e assumia seu personagem.

Depois de alguma exploração, eles finalmente encontraram a passagem que descia para o segundo nível da dungeon…

Desce?

As gosmas verdes nas paredes só serviram para arrancar alguns pontinhos de vida do anão (que foi envolto por uma delas), mas nada grave. A sala redonda foi solenemente ignorada pelos aventureiros (pra sorte deles, pularam um combate difícil contra os inumanos), que foram direto para o fundo do segundo nível; Venceram o primeiro Ogro Zumbi com certa facilidade, e chegaram à famigerada SALA 8…

Quem nunca falhou num SAVE OR DIE? Foi o que aconteceu com o bom Clérigo Elias, que ao tocar no corpo na escrivaninha, mal teve tempo de usar seus poderes divinos e já partia ao encontro de seu deus; Primeira baixa da tarde!

Como eu não gosto de deixar ninguém de fora, deixei o Élbio escolher outro personagem; Eu o faria aparecer na próxima sala, ao bom e velho estilo Dungeon de Zanzer, do D&Dzinho da Grow… ele escolheu a Feiticeira Melina (e sabe-se lá que nome ele colocou nela, como homem… não deu tempo!);

Explorando mais um pouco, o grupo deu cabo do outro Ogro Zumbi, encontrou a Feiticeira/Feiticeiro preso e voltou à sala 8. O Elfo encontrou a porta secreta, e todos se prepararam para descer ao terceiro pavimento daquele horror…

Carnificina

Descendo para a sala 11, os personagens dão de cara com os temidos-modafoca-hipsters Zumbis Explosivos. Logo no primeiro ataque, a explosão levou embora o pobre Feiticeiro, que mal tinha acabado de sentir o gostinho da liberdade! Segunda baixa da tarde, e a segunda do Élbio!

Nesse ponto, o Raphael tem que ir embora, e pra não deixar o grupo desamparado, Élbio assume o controle do anão. Boa coisa não poderia sair daí!

Ogros Zumbis ficaram fáceis para o grupo, e tirando as espadas voadoras do Jefferson (perdi as contas de quantos 1 ele tirou!), o grupo capenga chegou baqueado à sala final, pois ignorou os corredores e caiu direto nas garras do vilão…

O Fim

Kadhras entrou pra arrebentar, mas nem tanto. Ignorei a magia Wyvern Vigia, mas coloquei uma magia contra projéteis pra evitar que o elfo Safadjênho ficasse atirando de longe! O guerreiro e o anão caíram pro pau, e em pouco tempo aumentaram o número de mortos. O grande Élbio fez um Hat-Trick, pois o anão também morreu! E só sobraram em pé o vilão e o elfo.

A batalha final foi decidida num empolgante corpo a corpo, pois as flechas do elfo acabaram. E pela coragem do aventureiro, decidi diminuir um pouco os pontos de vida do vilão. Assim, do bravo grupo de aventureiros, restou apenas Veltan e seus 4 pontos de vida. Ele encomendou uma cerimônia por seus amigos caídos e deixou aquele lugar sombrio, para nunca mais voltar…

…embora tenha ficado encucado com certo manuscrito encontrado com Kadhras…

Conclusão

Como tínhamos pouco tempo, desenvolvemos menos a história e partimos logo pra ação. Mesmo assim, creio que todos se divertiram bastante! Além disso, foi um prazer me reunir com pessoas que não costumo ver a não ser pela internet; Conhecer pessoas novas (Jeff! Thiago! Um abraço!)  e terminar a noite falando mal de todo mundo numa mesa de bar e provando Heineken!

A aventura serviu com perfeição como uma introdução à Cripta do Terror, releitura da Tomb of Horrors que entrará em pré-venda na Redstore em breve!

Obrigado à todos que compareceram! Pessoal da mesa do Igor Moreno, meus jogadores… Obrigado à Redbox Editora por realizar esse evento que agrega pessoas em dezenas de mesas por todo o Brasil! Vida longa ao Old Dragon!

E aos próximos personagens do Élbio!

Falou!

Um comentário sobre “Meu Old Dragon Day 2012

  1. Poxa, ninguém tenta cutucar os inumanos! Bom sinal, né? hehehe

    Valeu BIG, ano que vem estamos aí trazendo uma nova mini-aventura, e a Cripta entra em pré-venda hoje (pra quem reservou) e segunda pro resto do pessoal!

Os comentários estão desativados.