MALDIÇÃO!!!

U mo bu kai fei di tal... u mo bu kai fei di tal...

Acontece muito comigo: Estou escrevendo um post sobre alguma coisa, e de repente tenho uma ideia pra outro post; Quando eu decido ignorar o “brainstorm”, me ferro. Porque invariavelmente esqueço as ideias que tive, quando não esqueço completamente sobre o que era que eu queria postar!

Esse é um post que estava fadado a cair no bueiro da minha proverbial “memória porca”, mas resolvi parar de escrever o post no qual estava trabalhando e trazer esse assunto pra vocês: Maldições e as maneiras de removê-las!

Mas o que pode ser definido como “maldição”? Tive que recorrer ao dicionário:

MALDIÇÃO: sf  1 Ato ou efeito de amaldiçoar. 2 Imprecação, praga.

Aqui vemos que “rogar uma praga” se encaixa nas maldições. É aquele lance do “mau olhado”, ficar olhando torto pra quem se deseja amaldiçoar, “falando as orações ao contrário”, como diria Tom Sawyer. A mais antiga maldição que se tem notícia está no primeiro livro da Bíblia: Deus amaldiçoou Adão, Eva e a Serpente. Depois, pra praticar mais um pouco, Deus amaldiçoou Caim e daí surgiram os Antediluvianos, mas aí é outra história…

Falando em RPG que é a nossa área, Maldições são efeitos duradouros que afetam os personagens, geralmente trazendo problemas  e difíceis de serem canceladas. Uma maldição pode ser adquirida por magias inimigas; Por efeitos mágicos de “causa e efeito”, tipo, “maldito será aquele que violar a tumba do faraó”. Ou mesmo itens amaldiçoados que o personagem veste e não saem nem com reza braba! Há casos em que as ações dos personagens podem causar efeitos negativos, como em Ravenloft, onde ações malignas trazem pequenas vantagens para o personagem, ao mesmo tempo que levam-no cada vez mais no caminho do mal. Mais ou menos como se fosse um “Lado Negro da Força” medieval.

Se arrumar um problema amaldiçoado é fácil, livrar-se dele nem sempre o é. Em “A Múmia”, a maldição que se abateu sobre os exploradores só teve um fim quando Imhotep foi derrotado com o poder do livro de Amon-Rá. O Mestre pode estipular um ou mais meios dos personagens livrarem-se do incômodo, que pode ter a ver com o modo que ele foi adquirido – de novo, se você foi amaldiçoado por realizar atos malignos, apenas a redenção do personagem ao bem pode salvá-lo da maldição.

Para efeitos narrativos e de enredo, ser amaldiçoado, ou as tentativas de se livrar de uma “zica”, podem muito bem conduzir uma aventura, um arco de história ou uma campanha inteira. Além das já citadas, temos uma pá de livros/filmes/séries que enfocam personagens tentando se livrar ou pelo menos viver com o mal que lhe atormenta – O Senhor dos Anéis e Motoqueiro Fantasma são os primeiros que eu lembro, mas vocês com certeza vão lembrar de muito mais, conta aí!

E a mecânica, onde entra? Trocentos livros de RPG, principalmente os “D&D-like”, tem maneiras de amaldiçoar e sempre tem uma bendita magia chamada “Remover Maldição”, que geralmente é de 3º Nível/Círculo/custa 3 PM. Mas aí eu corro até o meu RPG atual – o Old Dragon – e vejo que Remover Maldição simplesmente NON ECZISTE! Quer dizer, ela até é citada em alguns pontos (uma poção de Remover Maldição na página 45 e um Cetro na página 113), mas parece que os amigos cuidadosos da Redbox Editora – Oi Pop, Neme, Dan! – não perceberam que a bendita magia (sem trocadilhos) ficou de fora!

Então vamos corrigir isso agora!

__________________________________________________________________________________

Remover Maldição

Arcana 4, Divina 3

Duração: Instantânea

Alcance: Toque

Remove todas as maldições que estejam afetando o alvo, embora alguns efeitos, como perda de atributos ou pontos de vida devido à maldição, possam ser duradouros e não são afetados por essa magia. Também permite que o personagem retire ou  largue um item amaldiçoado que esteja usando ou segurando.

__________________________________________________________________________________

Pois bem, meu povo! Isso é tudo o que eu tinha pra dizer sobre maldições! Comentem e deem suas opiniões, ou cantarei “Pôneis Malditos” no próximo post!

Um comentário sobre “MALDIÇÃO!!!

  1. Também tinha notado, mas eu fiz assim Big:

    7º círculo – Cancelar maldições
    Alcance: Toque – Duração: Permanente
    Cancela qualquer magia de efeito permanente que aflige uma vitima. O mago pode cancelar qualquer efeito lançado por um mago de mesmo nível ou inferior.

    Assim, se um mago busca se livrar de uma maldição ele tem de ganhar mais níveis para conseguir, ou os aventureiros achar magos de níveis “baixos” que possam resolver os seus problemas =P

Os comentários estão desativados.