Combates Dinâmicos

Quando os combates comuns não são o bastante…

Depois de um tempo sentado à mesa, presenciando e participando  de varias sessões de RPG, eu e alguns amigos começamos a notar que os combates começaram a cair na monotonia. Aquela velha cena que tanto se repete: “Vamos lá pessoal! Os inimigos estão aqui, posicionem-se aqui nessa área, vamos jogar a iniciativa e começar!”. Escutar isso me dá nos nervos.

Onde estão aqueles combates em que nós pegamos os inimigos de surpresa, ou então montamos a armadilha e não eles, e porque quando eu dou aquele critico ou o golpe final eu não posso descrevê-lo? Onde estão os combates épicos, descritos em tantos livros e visto em vários filmes?

O que eu estou querendo dizer é que um combate deve ser, na maioria das vezes, mais do que um simples combate. Pense sempre em aproveitar o ambiente ao seu redor, desde terreno e clima,  até a mobília do ambiente.  Também pode ser feito exigindo que um personagem (ou mais de um, se preferir) fique fora da batalha, realizando alguma tarefa enquanto os outros têm que defendê-lo, dando aquele clima de urgência e perigo.

Até mesmo as coisas mais simples podem ser utilizadas, como descrições  triviais, e aquelas situações em que só seus inimigos fazem e você nunca (como preparar uma armadilha no meio da batalha). Colocar efeitos aleatórios também torna as coisas mais dinâmicas: Mudar a gravidade de uma sala a cada rodada, teleportar os participantes do combate para outros pontos da sala, voltar uma ou duas rodadas no tempo depois de “x” rodadas… Uma tabela de efeitos e situações estranhas que podem acontecer durante o combate é um bom começo.

Mas devemos ter muita atenção em não exagerar, e nem dinamizar 100% dos combates, senão depois de um tempo, eles TAMBÉM cairão no tedio e no lugar-comum. Existem situações em que queremos um pouco de pressa, acelerar as coisas.

O objetivo disso tudo é alcançar um maior divertimento nas mesas de RPG  e abrir os olhos para mostrar que podemos sim recriar e inventar grandes cenas épicas, criar algo diferente usando coisas simples que nem sempre valorizamos, mas que sempre será lembrado.

Um comentário sobre “Combates Dinâmicos

Os comentários estão desativados.