Construindo Históricos Criativos

Essa é a questão!

Galera, é com muita honra que apresento o primeiro post do primeiro colaborador do ZUADA! – Hélio “Grinflin” Júnior.

O Hélio é meu conterrâneo, mas por coincdência, viemos nos conhecer aqui no Rio de Janeiro. A partir daí, começei a mestrar para ele, e apesar de ser calado e quieto, sempre mostrou ter uma imaginação digna de autores de fantasia.

Feito o convite, apreciem sua bela estreia, com um post que dá muitas ideias para tornar seus personagens ainda mais atraentes! Saibam mais sobre o autor no tópico QUEM SOMOS

__________________________________________________________________________________________

Qual a importância do histórico no RPG, em seus mais variados cenários e sistemas? Como construir um histórico? Quais as formas de histórico? Fazer ou não fazer?  E o mais importante: O que é um Histórico?

Histórico, background ou prelúdio. Não importa necessariamente como é chamado, todos desempenham basicamente a mesma função dentro do RPG. “Histórico” seria uma pequena história ou conto que resume a vida do seu personagem antes de começar o jogo. Algo que explique o porquê de seu personagem ter sido criado daquela forma na ficha. Ex: Como ele conseguiu aquela pericia e/ou habilidade. Algo que explique de onde ele vem ou até mesmo os gostos pessoais de seu personagem.

Na maioria das vezes os jogadores não gostam de fazer seu histórico, muitos acham desperdício de tempo e que ele não servirá para nada. Estão errados. Ao fazer seu histórico você estará imortalizando seu personagem, porque você estará dando vida a ele naquele momento, criando seus traços únicos dentro da campanha. E sem falar que é um jeito de ganhar algo a mais do mestre antes de começar o jogo… Os mestres poderiam utilizar de uma pequena recompensa para incentivar seus jogadores a escrever.

Um Histórico, em um ponto de vista geral, é muito importante em uma mesa de RPG. Alem de ajudar a definir bem o seu personagem, ele pode dar muitas ideias para o mestre envolver seu “passado” em uma aventura, ou talvez em uma Campanha. Sem falar que às vezes cai bem um pequeno toque de “realidade”, ao explicar a construção de seu personagem no seu histórico.

E quando não se tem ideia de como ou por onde começar? Uma coisa que sempre me ajudou muito foi elaborar uma pequena bateria de perguntas e respostas sobre o PJ, e depois transformar  aquilo em uma historia. EX: “Qual o seu nome? De onde você vem? O que você almeja na vida? O que você não gosta?”. Essas são apenas algumas das milhares de perguntas que você pode fazer para lhe dar ideias. No manual básico do sistema  Daemon, podem ser encontradas algumas perguntas bem elaboradas, que podem ajudar na construção.

Existem muitas formas de se construir um Histórico. A mais comum é estilo “redação de vestibular”, onde se escreve uma história de 15 a 30 linhas descrevendo seu PJ. Mas você pode ir mais além. Que tal transformá-lo em uma ficha policial? Um diário com páginas faltando? Uma carta de suicídio enviada para um desconhecido? Uma folha de pergaminho esquecida em uma biblioteca? Fazer seu Histórico de uma forma diferente lhe trás uma empolgação antes mesmo de começar a sessão.

2 comentários sobre “Construindo Históricos Criativos

  1. Bem vindo ao Hélio ao mundo dos escritores doidos de RPG…

    Realmente o histórico é muito importante e sempre tem que ser trabalhado, tanto pelo mestre quanto pelo jogador.

  2. Gosto de historicos. Antigamente sempre tentava fazer os dos meus pjs, até mesmo de pjs de uma unica sessão, mas com o tempo parei de ter essa motivação, pois a cobrança de meus narradores nunca foi tanta. Eu tambem parei de pedir para os meus jogadores, pq poucos se animam em faze-lo. Houve ate um tempo em q axei q o historica atrapalhava meus grupos, pois sempre q pedia o grupo passava por problemas e em muitos casos terminavam.

    Porem, ainda hj axo importante, mas já passou muito tempo desde que escrevi meu ultimo background.

Os comentários estão desativados.