Personagens: As estrelas do show

Ah, lá no estúdio!

Esse é um assunto debatido por vários blogs, podcasts e “dicas de mestre” de finadas revistas de RPG (ou de revistas em circulação). Mas como eu ainda não dei meus pitacos sobre isso aqui no ZUADA!, aí vão eles:

Como fazer os personagens brilharem? Afinal, essa é uma maneira rápida do grupo alcançar a diversão, a não ser que a proposta do jogo seja algo meio inusitado. Acredito que muitos jogadores de RPG (ou quem sabe, a totalidade deles) querem que seus personagens estejam no centro da ação, que façam as coisas acontecerem no mundo de campanha – nada mais chato do que o mestre que faz com que os NPC´s façam tudo e deixem os personagens-jogadores sempre na sombra.

E esse post foi inspirado num mestre: não de RPG, mas da música. Em seu último trabalho, “This is it”, Michael Jackson mostra porque era considerado um mito: Ele não era apenas um cantor/compositor/dançarino que vendeu milhões e se metia em escândalos. Era um showman.

Na maior parte dos ensaios, Michael fazia com que outras pessoas mostrassem seus valores. A cena em especial que me inspirou foi a música “Beat It”, onde ele compartilha o palco com a guitarrista australiana (e gata, diga-se de passagem) Orianthi Panagaris. Ela detona no solo de guitarra, e Michael diz: “Essa é a hora de você brilhar”.

Esse é o espírito! A maior dica que eu posso dar é usar um recurso simples, que é utilizado muito, mas MUITO mesmo, em desenhos animados, principalmente americanos: Cada episódio, um dos personagens é o foco da ação. Seu passado, presente e futuro é que dão as pistas para a resolução dos problemas. Em RPG, o histórico dos personagens, e os fatos da campanha são as ferramentas mais eficazes para usar esse recurso estilístico.

É isso! Lembre-se: Os personagens sempre serão os mais importantes!

Abraços!

Um comentário sobre “Personagens: As estrelas do show

Os comentários estão desativados.