Equipamentos de Jogo, parte VI: Cartões de Poderes

Não é Magic, é D&D!

Sexta parte da série sobre acessórios de jogo, e que os admiradores de outros sistemas me perdoem, pois falarei de algo específico do D&D 4E: Os Cartões de Poderes.

Pra uns, facilidade. Pra outros, transforma o RPG em videogame. O fato é que os poderes trouxeram ao D&D uma faceta de equilibrio que não era preocupação das versões anteriores do jogo. Com todos os poderes de todos os personagens enquadrados nos quesitos Sem Limite, Por Encontro e Diário, o combate acaba ficando menos previsível e mais tático – afinal, você vai usar seu poder diário agora ou vai guardar pro chefão? E se você morrer, vai valer à pena não ter usado o poder?

E pra facilitar ainda mais a vida dos jogadores iniciantes – e de muitos veteranos – criou-se os chamados Cartões de Poderes. Comprados prontos ou impressos pela galera, servem para anotar os dados e efeitos de um poder, deixando-o à mão (às vezes, literalmente!) para eventuais consultas.

Eu sei de onde os caras tiraram a ideia das cartinhas: foi do Street Fighter RPG, onde você anotava os golpes do personagem nelas e ia usando durante a batalha. E outros jogos estão aproveitando a onda: Já vi alguns jogadores de 3.5 que odeiam a quarta edição, anotando os feitiços em cartõezinhos parecidos…

Já eu, que sou um ex-jogador de Magic: The Gathering, cheio de “shields” sem serventia alguma, fui mais longe: Ao invés de usar o tamanho padrão das cartas de combate que o pessoal distribui aí pela Grande Rede (como ESSAS), formatei as minhas no tamanho EXATO de uma carta de Magic – que, a quem interessar possa, é 8,8 x 6,4 cm. Pronto! Cartões de poderes dentro dos protetores!

Eu as imprimo numa folha A4, em papel 90kgs, que é bem grosso, numa gráfica rápida aqui perto de casa. Custa cerca de R$ 2,00 cada folha com nove cartas. E aproveito e peço pro moleque lá cortar na guilhotina, que é mais rápido do que na tesoura! Dá só um certo trabalho de preencher à mão, mas ainda assim sai mais barato do que aquelas compradas na gringa.

Então é isso. Se alguém estiver interessado nas minhas cartas “padrão Magic”, elas estão disponíveis na guia DOWNLOADS.

Falou moçada, até a próxima!

VEJA TAMBÉM: 

Parte I: Livros 

Parte II: Dados 

Parte III: Fichas 

Parte IV: Marcadores

Parte V: Mapas

Um comentário sobre “Equipamentos de Jogo, parte VI: Cartões de Poderes

Os comentários estão desativados.